PESAGEM

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Passe de mágica...

Balão Mágico

Quando eu decidi colocar o balão, não foi uma coisa da noite pro dia, primeiro pesquisei muitos blogs de pessoas que haviam colocado e suas histórias, o balão apesar de existir há alguns anos, ele é um procedimento pouco usual no Brasil, e aí está um erro, já que sendo um método pouco invasivo, de rápida colocação e perda de 15% do peso corporal, deveria ser mais difundido.
Depois de muito pesquisar encontrei um médico em Belém que era pioneiro na colocação, mas como existia um erro médico em suas costas fiquei apreensiva mais marquei a consulta. Afinal meu maior medo era o procedimento de colocação. Nas vésperas da consulta fiquei sabendo do Dr. Luiz Cláudio no Hospital Porto Dias, e devo dizer que foi Deus quem me guiou até ele, já que tudo correu muito bem, de forma rápida e confiável.
Como já havia pesquisado sobre os problemas que passam nos primeiros dia, como é viver com o balão, li em blogs de pessoas ótimas, de quem emagreceu muito e de quem não perdeu quase nada, sabia dos prós e contras, mas não desisti afinal estou lutando por uma vida diferente, nova!!!
Quando leio o testemunho de pessoas maravilhosas e lutadoras que encontro aqui, me motiva a ir adiante. Tem pessoas que realizaram a gastroplastia (redução do estômago) não sou contra, até faria, quem sabe não faço? Mas meu dinheiro não dava, é cerca de R$ 25.000 por laparoscopia e o meu plano não cobria, precisa ter mais de 2 naos de plano. Eu até entro no perfil, tinha IMC 39 e diabetes. Mas não desisti, fiz o que dava e sei dos riscos de emagrecer até no máximo 20 ks, mas quero mais 35 kgs.
Só que o balão é um começo, um chute inicial. Conheço meninas lindas em blogs na Net, qe emagreceram fazendo RA, e emagreceram muito até 60 kgs, e isso é o tempo e muita força de vontade. Já tomei remáedios, não quero mais. A nutricionista me disse que o sucesso só viria de 3 forma, com e reeducação alimentar, exercícios e a terapia.
Esses dias conversava com uma amiga, que está acima do peso tambem, mas que não tem tido forças nem coragem pra vencer essa realidade, ela esta numa fase pra baixo, então até entendo seu desânimo. E ela veio me dizer que conheceu uma senhora que havia colocado o balão e que tinha emagrecido pouco e logo recuperado seu peso com a retirada do balão.
Pensei um pouco e respondi: "Amiga, balão não é mágica, não é por que coloquei ele, que vou emagrecer da noite pro dia, afinal são mais de 6 anos que estou com esse peso, e não serão 6 meses que irei eliminá-los todos, o resto é comigo." Como leio muito,e muita coisa bacana, sei que depende de mim.
Reeducar meu estômago não significa que nunca mais na minha vida não poderei comer certos alimentos. A partir do momento que coloquei o balão eu decidi começar a tomar decisões inteligentes.
Os exercícos eu já andava meia hora por dia, mas com a dimuição de peso e o incentivo do alão já estou andando 2 horas. e a terapia, essa é mais difícil, mais altamente importante, afinal o que me faz comer em excesso? quais meus medos, o que me escondo sendo gorda?  são coisas que preciso descobrir e resolver, senão não há mágica... O balão não mexe só com o fisico, mexe com o psicologico. Então um acompanhamento não é só necessário, mas sim importante.
Animada? Sim, estou muitíssimo, quem consegue uma opostunidade como essa? Poucas pessoas né? è isso aí rumo aos meus novos objetivos...

0 comentários: